5 (100%) 1 voto

Você pode melhorar e até zerar Astigmatismo sem cirurgia, com a prática de exercícios simples de fazer. Claro, que além dos exercícios, você deve sempre seguir as orientações médicas tradicionais. Nunca abandone seu tratamento, sem a autorização do seu oftalmologista.

Em todos esses anos de experiência com o método Self Healing, pude constatar a melhora e cura de muitos dos meus alunos que sofriam com astigmatismo. Graças à técnica – com exercícios eficazes e fáceis – vários deles não precisaram recorrer à nenhum procedimento cirúrgico para resolver esse tipo de problema visual.

Vale destacar que muitos dos problemas que afetam nossos olhos resultam de maus hábitos visuais. Assim como nosso corpo precisa de cuidados com a postura e a alimentação, por exemplo, a qualidade da nossa visão também depende de algumas atitudes adequadas e essenciais para o seu bom funcionamento!

O que causa o astigmatismo?

Antes de iniciar seu treinamento para reduzir e até zerar o astigmatismo, é importante conhecer o que causa essa alteração visual. Conhecido como vício ou erro de refração, o astigmatismo é uma imperfeição comum, leve e facilmente tratável na curvatura do olho. Ele está associado com outros problemas de refração como miopia e hipermetropia. Pode ocorrer em várias pessoas de uma mesma família e aumentar ao longo do tempo devido à idade, caso não sejam feitos exercícios para reverter esse quadro.

Nesse tipo de deficiência visual, o olho não consegue focar, no plano da retina, estímulos recebidos, o que pode causar perda da nitidez e gerar desconforto. Assim, a luz penetra no olho e não é focalizada em um plano único, provocando alguma deformação ou duplo contorno na imagem.

No astigmatismo, a córnea é curva

No astigmatismo, a córnea ou o cristalino não são uniformes, mas curvos. Isso faz com que os raios de luz não sejam refratados de forma correta e a imagem não fique igualmente focada. A visão parece borrada, dando origem a esse tipo de problema visual.

O astigmatismo pode ocorrer em combinação com a miopia quando a córnea é curva demais ou o olho é mais longo do que o normal. Em vez de se focar justamente na retina, a luz é focalizada na frente da retina, resultando em uma aparência embaçada para objetos distantes.

Também pode ocorrer de o astigmatismo estar ligado à hipermetropia. Nesse caso, a córnea é pouco curva ou o olho é mais curto do que o normal. O efeito é o oposto da miopia. Quando o olho está em um estado de relaxamento, a luz é focada na parte de trás, fazendo com que objetos próximos fiquem embaçados.

O astigmatismo não é causado ou agravado pela leitura com pouca luz, sentar muito perto da televisão ou estrabismo. Uma causa importante é coçar o olho, prática muito comum em clima seco e de alta concentração de poeira no ar.

Fatores de risco

– Histórico familiar de astigmatismo
– Miopia
– Origem étnica nativo-americana, hispânica, brasileira ou do leste da Ásia
– Trauma ocular ou cirurgia
– Outras doenças oculares como ceratocone
-Prurido ocular (coçar o olhos)

Sintomas do Astigmatismo

– Não conseguir ler letras pequenas
– Visão borrada
– Dificuldade de leitura
– Visão dupla
– Incapacidade de ver de perto e de longe sem apertar os olhos
– Fotofobia (sensibilidade à luz) –
– Piora da acuidade visual à noite

Preserve a saúde da sua córnea

Vou ensinar quatro cuidados básicos e essenciais para você que quer manter a saúde da sua córnea – que é a primeira camada do olho –  em dia. O primeiro deles é ter uma boa lubrificação dessa área. Isso é essencial! E como conseguir isso? Piscando adequadamente!

Sim, piscar os olhos é fundamental para manter os olhos úmidos e protegidos. Isso porque a lágrima tem anticorpos que protegem nossos olhos contra agentes agressores presentes no ar. Você que me acompanha já sabe: você deve piscar a cada três, quatro segundos!

O segundo cuidado é não apertar ou esfregar seu olho em hipótese alguma. Isso vai agravar o astigmatismo porque ao esfregar os olhos você muda o formato da sua córnea, criando um problema visual.

O terceiro cuidado é não usar lentes de contato porque elas impedem absorção de oxigênio que vem pela córnea. Sei que muita gente que ao ler esse post vai me odiar! Como assim não posso usar lentes de contato? Minha recomendação é que você troque as lentes por óculos e comece a fazer o programa de exercícios até diminuir todo o grau se livrar deles. Ou seja, não use direto as lentes de contato. Guarde-as para ocasiões especiais e esporádicas.

O quarto cuidado é um exercício especial para astigmatismo, que é o alongamento dos olhos

Alongamento dos olhos ajuda a melhorar o problema

Simples e eficaz, o exercício de alongamento visual já dá resultados logo que são realizadas as primeiras séries de movimentos. Além de ser indicado para quem tem astigmatismo, também de ver feito por quem sofre de hipermetropia e ceratocone. Lembre-se sempre se tirar os óculos e as lentes de contato, no momento do exercício.

O exercício de alongamento visual movimenta todos os músculos externos dos olhos. Além deles, também trabalha o alongamento da córnea, área afetada pelo astigmatismo e que precisa ficar lisa e muito regular para que a visão não fique  embaçada.

https://www.youtube.com/watch?v=1TgtOTDQmak

IMPORTANTE

Os exercícios visuais NÃO substituem o tratamento médico oftalmológico convencional. Consulte regularmente o seu oftalmologista, pois o método de exercícios naturais para os olhos é complementar à sua saúde visual. Não desautoriza nem desestimula, de forma alguma, a continuidade do tratamento médico oftalmológico.
Em caso de dúvida ou desconforto em seus olhos, procure o médico oftalmologista. Só ele é autorizado a fazer diagnósticos e a receitar ou suspender qualquer tipo de medicação.Não se automedique nem suspenda qualquer tipo de medicamento ou de tratamento sem a autorização do seu médico oftalmologista.