4 (80%) 3 votos

Visão mais nítida com aumento da qualidade da leitura e do foco. É isso que você vai aprender nesse post. São 4 exercícios incríveis para trabalhar a nitidez e começar o ano de 2019, enxergando e lendo melhor. Vou ensinar aqui movimentos visuais excelentes que, além de rápidos, são fáceis de serem incorporados à sua rotina. Uma forma de você já iniciar o programa e deixar seus hábitos visuais mais saudáveis.

Assim, exercícios visuais diários – praticados no formato de sequências rápidas e simples – estimulam sua visão mais do que você imagina. A ideia é que o treinamento visual torne-se algo que já faça parte da sua vida. No entanto, como fazer isso? Siga essas quatro dicas e sabia como deixar que os exercícios sejam feitos de maneira natural como atividades simples e rotineiras.

Visão mais nítida com o balanço longo

Conheça o balanço longo, um exercício excelente que vai trabalhar de forma simultânea a visão central e periférica. Ele ajuda a melhorar o foco e a percepção de luz. É ótimo para quem tem sensibilidade à luz, por exemplo. Você precisa olhar para a ponta do seu dedo e ir virando de um lado para o outro. Procure respirar e piscar, enquanto estiver fazendo esse exercício. Dessa forma, o balanço longo exercita a mácula, uma área poderosa dos olhos, que é responsável pela visão de detalhes, o que vai aumentar a nitidez das imagens que chegam até seus olhos.

Leia sobre:  Ambliopia: Exercícios para Tratamento - Especialista Tatiana

Trabalhe — ao mesmo tempo — 3 estruturas visuais

O efeito imediato desse exercício é uma maior nitidez na hora da leitura. Segure uma folha, um  livro ou uma revista a cerca de dois palmos da sua visão ou a 30 cm, mais ou menos. No entanto, encontre uma distância onde você enxerga a letra, mas ela não fica tão clara. Leia letra por letra e faça o foco em cada pontinho dela.

Assim o segredo desse treino é virar o papel de ponta cabeça e ler com a folha de cabeça para baixo. Dessa forma, você será obrigada a ir focando letra por letra. Assim, aos poucos, você se acostuma com os exercícios e tudo fica mais fácil. Essa sequência trabalha a mácula, responsável pela visão dos detalhes, que foca um ponto de cada vez.

Ao focar letra por letra, com a folha de cabeça para baixo, não esqueça de piscar de três em três segundos. Depois de um minuto lendo, vire a folha na posição normal e perceba que tudo ficou mais nítido.

Com a sequência para ativar três estruturas visuais, seus olhos ficam mais treinados para ver ponto por ponto. Quando você faz a leitura de um parágrafo de uma só vez a nitidez fica desestimulada. Por isso, que você deve evitar – ao máximo — a leitura dinâmica já que as letras ficam menos nítidas com essa técnica.

 

 

Olhar longe e depois o mais perto que puder

Olhe para a folha ou para a palma da sua mão. E na sequência olhe para o mais longe que puder. Conte até cinco, pisque e cole a folha de papel no seu nariz e tente ler dessa forma. Vai ser quase impossível, sua visão vai ficar embaçada e você pode até sentir um leve mal estar. No entanto, isso é normal! Lembre-se que estamos fazendo uma musculação. Volte a folha como estava antes, pisque e respire.

Visualização para exercitar o nervo óptico

Feche os olhos e imagine a letra ficando mais preta e com a cor cada vez mais intensa e, ao mesmo tempo, visualize o papel mais branco. Caso a letra seja de outra cor, imagine a letra nessa cor. Imagine esse contraste. Vá respirando e piscando durante essa visualização. Na sequência, vamos trabalhar o equilíbrio entre os dois olhos. Com uma mão cubra o olho mais forte. Detalhe: fique com os olhos abertos durante esse exercício. Assim, leia com seu olho mais fraco, leia com a folha encostada no nariz e pisque. Leia com tudo bem encostado aos olhos.  E volta para a posição anterior. Descubra seu olho mais forte e perceba com está a sua nitidez e aproveite esse momento!

IMPORTANTE

Os exercícios visuais NÃO substituem o tratamento médico oftalmológico convencional. Consulte regularmente o seu oftalmologista, pois o método de exercícios naturais para os olhos é complementar à sua saúde visual. Não desautoriza nem desestimula, de forma alguma, a continuidade do tratamento médico oftalmológico.
Em caso de dúvida ou desconforto em seus olhos, procure o médico oftalmologista. Só ele é autorizado a fazer diagnósticos e a receitar ou suspender qualquer tipo de medicação.Não se automedique nem suspenda qualquer tipo de medicamento ou de tratamento sem a autorização do seu médico oftalmologista.