5 (100%) 4 votos

Visão central e periférica podem ser treinadas de forma simultânea. Além da vantagem de otimizar a prática, que estimula ao mesmo tempo esses dois campos de visão, o exercício que vou ensinar nesse post vai melhorar muito a qualidade do foco visual. Também será trabalhado o “descongelamento do olhar”, com movimentos que vão estimular a visão periférica, que é tudo que seu olho não está focando.

Já venho destacando há algum tempo que exercícios visuais diários – praticados no formato de sequências rápidas e simples – estimulam sua visão mais do que você imagina. A ideia é que o treinamento visual – como esse da visão central e periférica — torne-se algo que já faça parte da sua vida. Comece agora, dê o primeiro passo. E, aos poucos, vá incorporando esse exercício na sua rotina. Vai chegar o momento que esse movimento – de forma específica – será realizado de maneira natural como uma tarefa simples e rotineira.

Visão central e periférica: balanço longo trabalha os dois campos

Então, vamos ao balanço longo! Ele é excelente para ajudar a melhorar o foco e a percepção de luz. Ou seja, é ótimo para quem tem sensibilidade à luz, por exemplo. Você precisa olhar para a ponta do seu dedo e ir virando de um lado para o outro. Durante essa prática, procure sempre respirar e piscar.

Dessa forma, o balanço longo exercita a mácula, uma área minúscula e poderosa dos olhos, que é responsável pela percepção de detalhes e cores. Ao estimular essa área, você vai aumentar a nitidez das imagens que chegam até seus olhos. De maneira simultânea, a visão periférica será estimulada. Hoje, ela fica bastante prejudicada, pois estamos cada vez mais presos às telinhas seja do celular, computador ou da TV.

 

Assim, exercitar e ativar de forma constante as funções da mácula vai trazer benefícios para nada menos que mais de 25 problemas de visão. Sim, você não está lendo errado! Por isso, é tão importante começar a dar atenção aos exercícios que vão estimular essa área tão poderosa dos olhos.

Então, ao mesmo tempo que você faz o balanço longo, minha dica é que preste atenção aos detalhes. Por exemplo, quando estiver em um jardim, observe as flores. Ao entrar numa sala, veja detalhes da luminosidade do ambiente. E também não deixe de trabalhar sempre o olhar longe. E lembre-se de movimentar seus olhos quando estiver fazendo essa prática. Assim, com a prática do balanço longo e demais exercícios do método que ensino, os campos visuais estarão equilibrados.

IMPORTANTE

Os exercícios visuais NÃO substituem o tratamento médico oftalmológico convencional. Consulte regularmente o seu oftalmologista, pois o método de exercícios naturais para os olhos é complementar à sua saúde visual. Não desautoriza nem desestimula, de forma alguma, a continuidade do tratamento médico oftalmológico.
Em caso de dúvida ou desconforto em seus olhos, procure o médico oftalmologista. Só ele é autorizado a fazer diagnósticos e a receitar ou suspender qualquer tipo de medicação.Não se automedique nem suspenda qualquer tipo de medicamento ou de tratamento sem a autorização do seu médico oftalmologista.