Avalie este post

Sensibilidade à Luz é uma das queixas mais comuns que tenho ouvido — ao longo da minha experiência como terapeuta ocupacional e mestre do método Self-Healing — dos meus alunos e seguidores nas redes sociais. No entanto, você sabia que a luz solar é o melhor (e mais barato!) alimento para os seus olhos? É por meio da exposição correta aos raios solares que conseguimos fortalecer nossa visão e – ao mesmo – tempo combater a sensibilidade ao sol.

Sabemos que – nesses tempos modernos – nós ficamos muitas horas em ambientes fechados com iluminação artificial e o que é mais preocupante: com luz artificial. Sem falar no uso constante de computadores e celulares!E ao irmos para os ambientes externos, lançamos mão de mais uma “proteção” dos olhos com o uso de óculos de sol. Tudo isso equivale dizer que estamos sempre visualmente acomodados, ou seja, na nossa zona de conforto! E é isso faz nossos olhos cada vez mais sensíveis à luz.

Sensibilidade à Luz: Use o Sol para Fortalecer seus Olhos

Assim, usar a luminosidade (e a falta dela) ao seu favor para melhorar e fortalecer a sua visão? Então, não fuga do sol, pois ele é o alimento para os seus olhos! E, sim, eu sei que isso é polêmico e vai contra muita coisa que já foi dito até hoje! Mas, isso não conseguiu melhorar a sua visão, certo? Senão, você não estaria aqui lendo no meu BLOG sobre esse assunto e procurando orientações a respeito.

Todos os meus alunos não usam óculos de sol e a cada dia eles estão enxergando melhor. Eu mesma era extremamente sensível à luz do sol, tinha vários óculos escuros e era totalmente depende deles, além de sofrer com muitas dores de cabeça e enxaqueca. Com duas semanas de exercícios, eu já tinha me livrado dos óculos de sol porque a minha sensibilidade a luz melhorou demais. E, ainda, percebi meus olhos mais lubrificados e saudáveis.

 

A sensibilidade à luz do sol pode estar ligada à algum problema visual. Porém, na maioria das vezes diz respeito à fraqueza da sua pupila, que é movimentada pela íris. A íris é composta por pequenos músculos com a função de abrir e fechar a sua pupila. Além de hoje ficarmos muito tempo dentro de ambientes fechados e com iluminação artificial, o que nós fazemos quando vamos para o sol: colocamos óculos escuros!

Primeiro passo: não use mais óculos de sol!

Nossos olhos são as principais vias de acesso pelas quais a luz solar penetra no corpo. Por isso, é muito importante não usar óculos escuros! Dentro dos olhos, os fotorreceptores transformam a luz em impulsos elétricos que são então conduzidos até o cérebro a aproximadamente 410 km por hora. Esses impulsos percorrem caminhos diferentes por todo o cérebro. Alguns seguem em direção ao córtex visual para construir imagens (localizado próximo á nuca), enquanto outros seguem para o hipotálamo e afetam nossas funções vitais.

Ou seja, a luz que penetra em nossos olhos não tem a função somente de nos fazer enxergar, mas sim também de regular nossas funções vitais. Os óculos escuros diminuem essas funções vitais.

Resumindo, a luz penetra nos olhos, os impulsos ocasionados pela luz atingem também o hipotálamo, este controla o funcionamento do sistema nervoso e do sistema endócrino, cujos efeitos combinados regulam todas as funções biológicas dos seres humanos.

Porque é importante alternar luz e escuridão

É preciso que a sua visão se adapte às diferentes frequências luminosas: sol e escuridão. Como disse, nossos olhos são as principais vias de acesso pelas quais a luz solar penetra no corpo. Por isso, que é muito importante não usar óculos escuros! O uso deles vai bloquear a ação benéfica da luz solar na visão e mais do que isso: afetar nossas funções vitais.

 

 

IMPORTANTE

Os exercícios visuais NÃO substituem o tratamento médico oftalmológico convencional. Consulte regularmente o seu oftalmologista, pois o método de exercícios naturais para os olhos é complementar à sua saúde visual. Não desautoriza nem desestimula, de forma alguma, a continuidade do tratamento médico oftalmológico.
Em caso de dúvida ou desconforto em seus olhos, procure o médico oftalmologista. Só ele é autorizado a fazer diagnósticos e a receitar ou suspender qualquer tipo de medicação.Não se automedique nem suspenda qualquer tipo de medicamento ou de tratamento sem a autorização do seu médico oftalmologista.