Início » Nistagmo

Nistagmo

Por |2018-12-03T11:50:50+00:001 de dezembro de 2018|0 Comentários
4.6 (92%) 5 votos

Nistagmo trata-se de um problema visual caracterizado por movimentos involuntários dos olhos, repetidos e rítmicos. Existem dois tipos principais de Nistagmo. Ele é classificado como Nistagmo fisiológico quando os olhos movimentam-se normalmente para focalizar ao virarmos a cabeça, por exemplo.

Já na ocorrência de Nistagmo patológico, esses movimentos acontecem mesmo com a cabeça parada. Além desse dois tipos, há o Nistagmo congênito, quando é percebido, assim que a criança nasce.

Em geral, esses movimentos estão associados a várias doenças oculares e, ainda, como consequência de labirintite. Também pode ser provocado por alterações neurológicas ou como um efeito colateral de medicamento.

O Nistagmo é caracterizado por movimentos involuntários dos olhos.

Outras situações que podem desencadear o Nistagmo ao longo da vida são:

  • Alterações neurológicas de correntes de tumores ou pancadas na cabeça, por exemplo;
  • Perda da visão;
  • Deficiências nutricionais, como a vitamina B12;
  • Acidente Vascular Cerebral;
  • Consumo excessivo de bebidas alcoólicas.

 

Principais sintomas, além dos movimentos involuntários

Alguns outros sinais de Nistagmo são:

  • desequilíbrio.
  • tonturas.
  • náuseas.
  • vômitos.

Nistagmo: algumas pessoas não percebem o problema

É importante tomar consciência física dos movimentos. A maioria das pessoas com Nistagmo não percebe o problema até que outras pessoas lhe digam. Quanto mais consciente a pessoa estivem do problema, mais fácil de controlá-lo.

Leia sobre:  Olho Seco

Por isso, abaixo segue algumas dicas para identificar o Nistagmo.

  • Feche os olhos e toque com suavidade as pálpebras, sentindo se seus olhos estão parados ou se movendo. Perceba e fique mais consciente do estado de seus olhos.
  • Olhe em um espelho, a cerca de 20 cm dele (caso necessite, pode ficar bem perto dele), e mire a ponte de seu nariz, exatamente entre e acima dos olhos. Se você se concentrar nesta área poderá perceber o movimento involuntário de seus olhos.
  • Respire profundo, relaxe, e siga os movimentos de seus olhos tentando retardá-los, dirigi-los e aquietá-los. Não pratique este exercício por mais de alguns poucos minutos, descanse após praticá-lo e depois o retome durante seu dia.

Existem outros exercícios, principalmente de relaxamento visual que com certeza ajudarão a controlar o problema. Veja o caso de um dos meus mais de 5 mil alunos Olhos de Águia que aplicaram o método.

Tratamento para Nistagmo de forma natural

A título de curiosidade Meir Schneider, o criador do método Self-Healing, nasceu com Nistagmo e Catarata. E desde então tem conseguido reduzir esta condição por meio de exercícios. Por isso, se você enfrenta esse problema, não desista! Pelo contrário, insista na prática para reduzir esses movimentos involuntários de maneira natural.

Melhores exercícios

Palming

O cansaço e estresse da rotina diária podem contribuir para intensificar os movimentos involuntários do Nistagmo. Por isso, minha primeira dica de exercício é o Palming que vai relaxar profundamente os olhos e aliviar a sensação de estresse visual.

 

Olhar detalhes

O exercício que ensino no vídeo abaixo pode ajudar em mais de 25 problemas de visão, entre eles, o Nistagmo.

Depoimentos de alunos que aplicaram o método para Nistagmo

Conheça a história de Rodrigo:

 

Saiba como Ricardo conseguiu melhorar Nistagmo:

 

Lia, de 11 anos, também tinha esse problema de visão:

IMPORTANTE

Os exercícios visuais NÃO substituem o tratamento médico oftalmológico convencional. Consulte regularmente o seu oftalmologista, pois o método de exercícios naturais para os olhos é complementar à sua saúde visual. Não desautoriza nem desestimula, de forma alguma, a continuidade do tratamento médico oftalmológico.
Em caso de dúvida ou desconforto em seus olhos, procure o médico oftalmologista. Só ele é autorizado a fazer diagnósticos e a receitar ou suspender qualquer tipo de medicação.Não se automedique nem suspenda qualquer tipo de medicamento ou de tratamento sem a autorização do seu médico oftalmologista.

Quer saber mais e receber dicas como essa com exclusividade? Faça parte da lista VIP colocando seu email abaixo.

Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão