IMPORTANTE

Os exercícios visuais NÃO substituem o tratamento médico oftalmológico convencional. Consulte regularmente o seu oftalmologista, pois o método de exercícios naturais para os olhos é complementar à sua saúde visual. Não desautoriza nem desestimula, de forma alguma, a continuidade do tratamento médico oftalmológico.
Em caso de dúvida ou desconforto em seus olhos, procure o médico oftalmologista. Só ele é autorizado a fazer diagnósticos e a receitar ou suspender qualquer tipo de medicação. Não se automedique nem suspenda qualquer tipo de medicamento ou de tratamento sem a autorização do seu médico oftalmologista.
É sempre recomendável consultar o seu médico, nutricionista ou nutrólogo de confiança para se certificar da dosagem correta de suplemento para o seu caso específico.

Luteína e Zeaxantina são as duas substâncias mais estudadas por cientistas no que se refere aos efeitos benéficos para a saúde dos olhos. A ligação desses dois componentes com a manutenção da visão foi relatada pela primeira vez em 1994 por pesquisadores da Universidade de Harvard (EUA). Os estudos mais recentes a respeito de suplementação, envolvendo problemas visuais, apontam que o uso de suplementos para os olhos pode ajudar a melhorar doenças oculares, principalmente, Degeneração Macular e Catarata, além de combater vista embasada.

Luteína e Zeaxantina: retardam o envelhecimento da retina

A Luteína e a Zeaxantina são substâncias encontradas em grande quantidade na mácula (minúscula e poderosa área  dos olhos responsável pela visão central e de detalhes). Também estão presentes em menor quantidade na retina e no nervo óptico. Além disso, sabe-se que a Luteína, que não é produzida pelo corpo – portanto precisa ser consumida na forma de alimentos ou suplementação -, retarda ou reverte o envelhecimento ou dano oxidativo à retina.

Dessa forma, só para ter uma ideia da importância da Luteína e Zeaxantina na composição de suplementos vitamínicos para a visão, dos 600 ou mais carotenoides encontrados na natureza, apenas três são encontrados na mácula do olho – luteína, RR-zeaxantina e RS (meso) -zeaxantina.

A Luteína e a Zeaxantina são pigmentos carotenoides, com poderosas propriedades anti-inflamatórias, que conferem cor amarela ou laranja a vários alimentos. Assim, alguns exemplos são: melão, milho, cenoura, pimentão laranja ou amarelo, peixes, salmão e ovos. Além disso, as substâncias também estão presentes no espinafre e em outros vegetais verdes folhosos.

Luteína e Zeaxantina: atenção para a dosagem do suplemento

Dessa forma, ao auxiliar milhares de pessoas com os exercícios do método de tratamento natural da visão, posso dizer que se você aliar suplementação vitamínica com a prática dos exercícios e uma alimentação equilibrada, pode haver um aumento da probabilidade de aceleração e potencialização de resultados. Em outras palavras: consumir suplementos de qualidade, de forma correta e também na dosagem certa poderá fazer toda a diferença no processo de tratamento.

Assim, acredito ser importante que a dose mínima normalmente recomendada por especialistas deve ser levada em consideração na hora da escolha do produto. Além disso, é crucial a sinergia entre os suplementos a fim de ter o efeito maximizado pela combinação ideal desses suplementos vitamínicos.

Normalmente, as dosagens mínimas para efeitos positivos na visão de Luteína são 20 mg (miligramas) diárias e de 2 mg de Zeaxantina por dia.

 

Conheça algumas pesquisas sobre os efeitos positivos da Luteína e Zeaxantina na saúde dos olhos

https://www.nutraingredients.com/Article/2018/03/30/Study-links-lutein-levels-to-higher-IQ

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/7933422

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6164534/

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23571649

https://www.lifeextension.com/magazine/2018/10/lutein-and-zeaxanthin-boost-brain-blood-flow

 

IMPORTANTE

Os exercícios visuais NÃO substituem o tratamento médico oftalmológico convencional. Consulte regularmente o seu oftalmologista, pois o método de exercícios naturais para os olhos é complementar à sua saúde visual. Não desautoriza nem desestimula, de forma alguma, a continuidade do tratamento médico oftalmológico.
Em caso de dúvida ou desconforto em seus olhos, procure o médico oftalmologista. Só ele é autorizado a fazer diagnósticos e a receitar ou suspender qualquer tipo de medicação.Não se automedique nem suspenda qualquer tipo de medicamento ou de tratamento sem a autorização do seu médico oftalmologista.