IMPORTANTE

Os exercícios visuais NÃO substituem o tratamento médico oftalmológico convencional. Consulte regularmente o seu oftalmologista, pois o método de exercícios naturais para os olhos é complementar à sua saúde visual. Não desautoriza nem desestimula, de forma alguma, a continuidade do tratamento médico oftalmológico.
Em caso de dúvida ou desconforto em seus olhos, procure o médico oftalmologista. Só ele é autorizado a fazer diagnósticos e a receitar ou suspender qualquer tipo de medicação.Não se automedique nem suspenda qualquer tipo de medicamento ou de tratamento sem a autorização do seu médico oftalmologista.

Glaucoma de pressão baixa ou normal é um tema que não é muito abordado, pois a doença — em geral — está bastante ligada à detecção de pressão alta nos olhos. No entanto, essa anomalia visual também pode ocorrer pelo fato de a pressão intraocular estar em níveis normais ou inferiores aos considerados normais. Assim, somente com exames oftalmológicos específicos é possível determinar qual é essa pressão e se ela é alta ou baixa. É importante destacar que tanto o Glaucoma de baixa como de alta pressão é uma doença silenciosa, quase assintomática.

Por isso, é imprescindível que você mantenha em dia suas visitas ao médico oftalmologista e nunca — em hipótese alguma — deixe de acompanhar o seu tratamento. No entanto, há uma saída alternativa com os exercícios visuais, que poderão controlar o Glaucoma de forma natural.

Posso assegurar que há casos onde os exercícios começaram a serem feitos na fase inicial, junto da suspeita e acabaram por fazer com os pacientes nem cheguem aos colírios, controlando a pressão ocular. E isso até em casos onde o Glaucoma severo já tinha atingido pais e mães e outros membros da família.

Glaucoma de pressão baixa também afeta a visão periférica

Com o avanço da doença, o nervo óptico, que é uma importante estrutura dos olhos responsável pela transmissão das informações visuais ao cérebro, começa a ficar afetado. Dessa forma, o Glaucoma envolve a perda de células da retina,  provocando perda progressiva da visão periférica.

Também há o surgimento de manchas escuras na visão lateral. Isso porque as fibras mais superficiais do Nervo Óptico — responsáveis pela visão lateral — ficam afetadas. Outro sintoma bastante frequente é visão embaçada e olhos lacrimejantes e vermelhos. Isso faz com que o portador da doença sinta dor nos olhos e dor de cabeça.

 

No vídeo abaixo você vai conhecer como o Glaucoma se desenvolve

IMPORTANTE

Os exercícios visuais NÃO substituem o tratamento médico oftalmológico convencional. Consulte regularmente o seu oftalmologista, pois o método de exercícios naturais para os olhos é complementar à sua saúde visual. Não desautoriza nem desestimula, de forma alguma, a continuidade do tratamento médico oftalmológico.
Em caso de dúvida ou desconforto em seus olhos, procure o médico oftalmologista. Só ele é autorizado a fazer diagnósticos e a receitar ou suspender qualquer tipo de medicação.Não se automedique nem suspenda qualquer tipo de medicamento ou de tratamento sem a autorização do seu médico oftalmologista.