IMPORTANTE

Os exercícios visuais NÃO substituem o tratamento médico oftalmológico convencional. Consulte regularmente o seu oftalmologista, pois o método de exercícios naturais para os olhos é complementar à sua saúde visual. Não desautoriza nem desestimula, de forma alguma, a continuidade do tratamento médico oftalmológico.
Em caso de dúvida ou desconforto em seus olhos, procure o médico oftalmologista. Só ele é autorizado a fazer diagnósticos e a receitar ou suspender qualquer tipo de medicação. Não se automedique nem suspenda qualquer tipo de medicamento ou de tratamento sem a autorização do seu médico oftalmologista.

Evite a dependência dos óculos. Já digo logo que essa é minha orientação quando recebo uma das dúvidas mais comuns, que diz respeito ao uso constante desse acessório. A pergunta é quase sempre a mesma: “Tati, eu preciso deixar de usar os óculos? Como fazer isso se eu não enxergo nada sem eles? A minha resposta aqui é: você vai fazendo os exercícios, incorporando a prática à sua rotina, e ai, sim, começa — aos poucos — a tirar os óculos. Nada radical! E isso vale também para crianças e, principalmente, para as que tiverem desvios oculares.

Os óculos de grau devem ser usados quando há necessidade. Assim, evite a dependência dos óculos. Quando isso acontece? Na hora de ler algo, de ver um filme legendado, de trabalhar ou estudar no computador, de dirigir e andar pela rua. Isso é melhor do que você deixar de usar e começar a forçar demais a visão e a musculatura dos olhos! Por isso, minha indicação é que você não use os óculos em alguns momentos do dia e não o tempo todo.

Dependência dos óculos: mudança exige novas atitudes

É perfeitamente possível chegar ao estágio de esquecer de colocar os óculos ou de levá-los em uma viagem. Porém, isso exige uma mudança de atitude. Dessa forma, ao acordar, por exemplo, evite de já colocar os óculos logo de cara. Vá fazendo suas atividades normais como escovar os dentes, cuidar da sua higiene pessoal, tomar café. Quando estiver, brincando com seu pet ou em momentos de lazer com seu filho ou sua família, não é preciso usar os óculos. Então, o que vai acontecer: você vai começar a praticar cada vez mais os exercícios, ao mesmo tempo, que precisará cada vez menos dos óculos.

Como já disse, eu mesma uso óculos quando preciso. O problema todo está em colocar os óculos para realizar atividades que não exigem seu uso. Em outras palavras: a grande questão é estimular a dependência dos óculos na sua vida!

Assim, meu convite aqui neste post é para que gente possa iniciar juntos um processo de desconstrução desse tipo de pensamento (ser 100% dependente dos óculos). Eu digo que a minha maior vitória é não depender deles para tudo na minha vida! Ou seja, não tem problema nenhum em usar óculos desde que for necessário.

 

 

IMPORTANTE

Os exercícios visuais NÃO substituem o tratamento médico oftalmológico convencional. Consulte regularmente o seu oftalmologista, pois o método de exercícios naturais para os olhos é complementar à sua saúde visual. Não desautoriza nem desestimula, de forma alguma, a continuidade do tratamento médico oftalmológico.
Em caso de dúvida ou desconforto em seus olhos, procure o médico oftalmologista. Só ele é autorizado a fazer diagnósticos e a receitar ou suspender qualquer tipo de medicação.Não se automedique nem suspenda qualquer tipo de medicamento ou de tratamento sem a autorização do seu médico oftalmologista.