Início » Catarata

Catarata

Por |2018-12-03T12:39:33+00:001 de dezembro de 2018|0 Comentários
4.8 (95%) 8 votos

A catarata é caracterizada pela opacidade (embaçamento) da lente natural dos olhos (cristalino). Essa falta de transparência dessa área – provocada pela catarata – barra a luz, bloqueando a quantidade ideal de luminosidade que deve chegar naturalmente até os olhos, o que provoca a vista embaçada.

O principal sintoma da catarata é o “embaçamento” ou opacidade (falta de transparência) do cristalino, área dos olhos que funciona como uma lente natural

Doença ocular quase sempre associada à idade, posso dizer para vocês – com a experiência de quem tem mais de nove mil alunos – que a catarata vem atingindo cada vez mais jovens e de todas as idades.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a catarata é responsável por 51% dos casos de cegueira no mundo. Ou seja: 20 milhões de pessoas têm esse problema ocular. Por isso, essa é uma das doenças mais comuns quando se fala em visão.

Eu tenho visto alunos de 30, 35, 40 anos aparecerem no curso com diagnóstico de catarata precoce. Isso está muito ligado ao estresse oxidativo que a gente vive atualmente. É, sim, ao uso indiscriminado dos olhos, com excesso de celular e computador (falta de olhar longe e não movimentar os olhos). Porém, não é só isso. É também ao fato de não relaxarmos e não nos desligarmos dos acontecimentos e problemas da vida cotidiana!

Outra causa da catarata pode surgir pelo uso prolongado de certos medicamentos, como corticoides, alguns tipos de antibióticos e medicamentos usados para diabetes e uveítes. Nesse caso, ela é conhecida como catarata medicamentosa. Saiba mais sobre catarata medicamentosa nesse link:

Sintomas da Doença

Portadores de catarata têm a visão nublada, como se olhassem por uma janela embaçada ou um vidro opaco. A visão fica mais fraca e isso atrapalha as atividades comuns e rotineiras do dia a dia, como ler, dirigir um carro ou até mesmo enxergar as pessoas ao seu redor.

Tratamento para Catarata

Você pode evitar a cirurgia de catarata ao praticar a técnica de exercícios visuais do Self-Healing.

Exercícios

Sunning ou Ensolar (Banho de Sol nos Olhos)

Por sua característica regenerativa, a luz do sol é o principal alimento para a manutenção da nossa saúde visual. Ao entrar nos olhos, a luminosidade natural movimenta a pupila, abrindo e fechando essa importante estrutura, funcionando como uma verdadeira musculação para os olhos. Por meio desse contato constante com o sol, os olhos vão ficar naturalmente mais fortalecidos, o que vai resultar em uma visão menos sensível à luz. Vale lembrar que as células da retina são fotorreceptoras, ou seja, existem para receber a luz do sol.

Palming (relaxamento dos olhos)

Palming é um exercício especial e essencial para descansar os olhos. Faça esse exercício – no mínimo – seis minutos, duas vezes ao dia. É importante apoiar os cotovelos. Veja com o fazer o Palming no vídeo abaixo:

Olhar Longe

Todos os dias procure olhar longe (para mais de 40 metros) – no mínimo – 10 minutos.

Retire seus óculos ou lentes (caso utilize), olhe alguns minutos para o horizonte e movimente seus olhos de um ponto para outro ao longo do horizonte. Preste atenção a cada detalhe como se estivesse esperando pelo aparecimento de alguma coisa, ou procurando algo que perdeu, mesmo se estiver com a visão embaçada. Depois, mova seus olhos para um horizonte um pouco mais perto, e outra vez movimente os olhos de um ponto a outro, de detalhe em detalhe, pisque suavemente e constantemente, respire profundo. A respiração é importante em todos exercícios, inclusive nesses que estou ensinando para visão embaçada.

Cada vez que você trouxer seus olhos para mais perto, deixe-os dançarem de um ponto a outro, mantendo a mesma suavidade e movimentação que mantinha olhando longe.

Olhe agora para a palma de sua mão, coloque-a a 10 cm dos olhos, e vá mudando seu foco de um detalhe a outro, piscando e deixando seus olhos rápidos e curiosos, como os de um bebê.

Volte a olhar longe, movimentando sempre o olhar, e veja que agora você pode perceber mais detalhes do que antes, uma árvore que não tinha percebido com a visão embaçada, um detalhe de um prédio etc., pois seus olhos, agora, estão mais relaxados, ágeis, e ávidos por detalhes.

Massagens

Massagens nos olhos são essenciais nos tratamentos visuais porque estimulam a circulação do sangue na área dos olhos e te ajudam no processo de evitar uma cirurgia de catarata.

Cirurgia de Catarata

Como toda intervenção cirúrgica, há riscos. E hoje me preocupa muito como o procedimento da Cirurgia de Catarata vem sendo banalizado. Um estudo sobre processos judiciais sofridos por médicos oftalmologistas aponta que a maior causa das reclamações dos pacientes está relacionada a cirurgia de catarata, cerca de 65,7%. Enquanto outros 11% ficaram insatisfeitos com a cirurgia refrativa. Os casos de processos ocorreram em razão da perda ou redução significativa da visão após as cirurgias.

Leia sobre:  Lesões Parciais do Nervo Óptico

Depoimentos de quem se curou de Catarata

Conheça a história de Dodora Andrade – hoje tutora do curso online – que conseguiu regredir a catarata e o grau dos óculos para hipermetropia e astigmatismo.

Com apenas 38 anos, Sandra foi diagnosticada com catarata e se curou da catarata com exercícios específicos:

Principais dúvidas sobre Catarata

O que é catarata senil?

Se ao longo da vida, não exercitamos nossos olhos de forma correta, esse tipo de catarata surge com o passar da idade e do envelhecimento. Por isso, é tão importante implementar desde cedo os exercícios do método Self_Healing para melhorar e prevenir futuros problemas de visão e bons hábitos visuais.

O que é catarata e como ela pode ser corrigida?

É uma doença que atinge o cristalino (lente natural dos olhos), tornando essa estrutura visual opaca, sem transparência. A visão fica embaçada e mais fraca para tarefas cotidianas. Pode ser melhorada com exercícios visuais. Há casos de alunos que conseguiram evitar cirurgia somente com a prática do método.

O que é catarata congênita?

É uma doença que ocorre pela malformação do cristalino durante a gestação. A criança já nasce com o cristalino opaco ou desenvolve esse problema no primeiro ano de vida. A confirmação do diagnóstico se dá com o exame conhecido como teste do olhinho realizado pelo ftalmologista para detectar o problema.

Como a catarata pode ser corrigida?

Por meio de exercícios visuais diários, que vão fortalecer os olhos, diminuir a sensibilidade à luz do sol e trabalhar a visão para longe, com a movimentação correta dos olhos. A catarata pode ser reduzida e melhorada com exercícios especiais e a adoção de hábitos que trabalham a manutenção da saúde visual.

Quais são os sintomas da catarata ocular?

Visão embaçada, aumento da sensibilidade à luz e diminuição progressiva da visão. O portador da doença tem a impressão de estar olhando através do fundo de uma garrafa de vidro. As cores tornam-se opacas e há dificuldade de enxergar à noite e de reconhecer rostos, em casos graves e avançados da enfermidade.

Como acabar com a catarata?

A catarata pode regredir e melhorar de forma significativa com a prática dos exercícios certos e adoção de bons hábitos visuais, como, por exemplo, sempre dar pausas quando estiver vendo TV ou no computador ou celular. Tudo que vai se traduzir em aumento da qualidade de vida do portador dessa doença visual.

IMPORTANTE

Os exercícios visuais NÃO substituem o tratamento médico oftalmológico convencional. Consulte regularmente o seu oftalmologista, pois o método de exercícios naturais para os olhos é complementar à sua saúde visual. Não desautoriza nem desestimula, de forma alguma, a continuidade do tratamento médico oftalmológico.
Em caso de dúvida ou desconforto em seus olhos, procure o médico oftalmologista. Só ele é autorizado a fazer diagnósticos e a receitar ou suspender qualquer tipo de medicação.Não se automedique nem suspenda qualquer tipo de medicamento ou de tratamento sem a autorização do seu médico oftalmologista.

Quer saber mais e receber dicas como essa com exclusividade? Faça parte da lista VIP colocando seu email abaixo.

Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão