Início » Ambliopia (Olho Preguiçoso)

Ambliopia (Olho Preguiçoso)

Por |2018-12-03T12:50:30+00:001 de dezembro de 2018|2 Comentários
4.8 (96%) 5 votos

A Ambliopia trata-se de uma disfunção visual causada pelo desenvolvimento anormal de um dos olhos. Nesse caso, um olho é muito diferente do outro, sendo que o mais fraco (também chamado de olho preguiçoso) acaba por não evoluir e participar muito pouco da visão. Isso acontece por diversos motivos, dentre os mais comuns, o estrabismo (desvio do olho) e também uma grande diferença de grau dos óculos entre um olho e outro.

Na realidade, o termo “olho preguiçoso” não é apropriado, pois o cérebro simplesmente não está usando um dos olhos. Aí está a chave da questão. O quanto o cérebro pode se desenvolver e evoluir quando estimulado da forma correta e muitas descobertas ainda estão sendo feitas.

Por esse motivo é que acreditamos que a Ambliopia e o Estrabismo, por exemplo, podem melhorar mesmo após os sete anos de idade. Minha experiência profissional e a de muitos colegas reafirmam que a melhora pode acontecer em qualquer idade. Isso porque seu cérebro tem elasticidade suficiente para respaldar isso. Então, Ambliopia tem tratamento.

Ambliopia é deficiência?

Na Ambliopia, um dos olhos têm funcionalidade abaixo do normal, o que significa que o cérebro recebe imagens diferentes de cada olho. Então, o cérebro resolve esta confusão ignorando uma das imagens (Ambliopia por Anopsia CID H 53.0), o que faz com o que o olho não seja usado e essa parte do cérebro fique subdesenvolvida.

Existe um problema de desenvolvimento com a ligação olho-cérebro. Ou seja: o cérebro basicamente aprendeu com o tempo a ignorar o que é transmitido por um dos olhos. A Ambliopia não é um problema no olho em si. Porém, pode causar alguns problemas de visão.

Sintomas mais comuns da Ambliopia

Entre os sintomas mais comuns de olho preguiçoso estão o desvio ou desalinhamento do olho. Porém, pode provocar outros graves problemas de visão, como: rápida perda de acuidade visual no olho afetado, perda de visão binocular e risco de perda de visão no olho mais forte.

Pessoas estrábicas geralmente estão mais suscetíveis ao olho preguiçoso. O estrabismo é um desalinhamento dos olhos que acontece porque os seis músculos que os rodeiam e que ajudam a focar os olhos não funcionam em conjunto de forma adequada.

Outra causa comum é um erro refrativo, como miopia, hipermetropia ou astigmatismo, que seja maior em um dos olhos. Esse problema acaba provocando uma informação descombinada, sendo que a precedência de um dos olhos faz com o que o cérebro ignore a informação do outro.

Tudo que acaba criando algum tipo de desequilíbrio visual pode provocar a Ambliopia, desde catarata na infância, diferenças de forma ou de tamanho e outras anomalias anatômicas ou estruturais.

Será que você tem um olho preguiçoso? Ou ele nunca foi estimulado corretamente?

Na verdade, muitos chamam de preguiçoso aquele olho que é mais fraco. Ou seja: funciona com menos qualidade que o outro. É aquele olho que você não enxerga tão bem, que tem alguma doença, grau maior de óculos etc.

Por isso, questiono sempre, será que ele é um olho preguiçoso mesmo? Ou foi você que não o estimulou a vida toda, por achar que ele não iria responder?

Leia sobre:  Nistagmo

É importante que você conheça meios para estimular seu olho mais fraco para que ele deixe de ser o seu “olho preguiçoso” e você atinja o equilíbrio entre os dois olhos.

Alguns exercícios visuais são especiais para ajudá-lo a fortalecer e equilibrar o uso da visão. Quando nós temos um olho mais fraco, acabamos sobrecarregando aquele mais forte. E aí o equilíbrio não acontece de um jeito que melhore o ruim. Mas, sim, piorando o que estava bom – algo que não queremos, certo?

Como descobrir qual seu olho mais fraco?

A primeira forma é olhar a receita dos seus óculos. Perceba qual lado tem o grau mais forte – provavelmente este é seu olho mais fraco. Isso se, por acaso, o outro não tiver alguma doença associada e que não aparece na receita, como a Catarata ou Degeneração Macular.

Outro jeito de descobrir seu olho mais fraco para perto é pegar uma folha, tirar os óculos e, com um olho de cada vez, ler as palavras no papel. Tampe com a mão, sem forçar nem apertar, e vá fazendo essa verificação.

Você pode fazer o mesmo com uma Tabela Visual ou uma placa com letras colocada a uma distância de, no mínimo, seis metros de você e assim verificar qual o olho mais fraco para longe.

Geralmente, o resultado acontece no mesmo olho, ou seja, ele é o mais fraco para longe e também para perto. Mas pode acontecer de um olho ser mais forte para longe e outro mais forte para perto.

Dúvidas sobre como descobrir qual é o seu olho mais fraco? Assista o vídeo abaixo:

Tratamento natural para Ambliopia

Um dos princípios do método Self-Healing para melhorar a visão é o equilíbrio no uso dos dois olhos. Por essa razão, muitos exercícios visuais auxiliam quem tem Ambliopia, no sentido de fortalecer o olho mais fraco e relaxar/descansar o mais forte.

Exercícios mais indicados para Ambliopia

Exercícios que estimulam a união entre os dois olhos, a visão 3D e o olho mais fraco podem trazer resultados muito efetivos para Olho Preguiçoso.

Um exercício muito simples e eficaz para fortalecer seu olho preguiçoso é tampar o mais forte com a mão (sem forçar, só a encostando para bloquear a visão) e olhar a paisagem a sua volta, tanto longe quanto perto, por alguns minutos.

Percorra o ambiente, estimule sua visão periférica abanando as mãos dos dois lados. Faça isso por alguns minutos, enquanto estiver relaxado.

Não estimule o olho mais fraco enquanto estiver lendo, assistindo televisão ou usando eletrônicos como celular e computador. O intuito é estimular a visão e não a cansar.

Use o tampão ocular

Com o tampão você pode além de olhar longe e estimular a visão periférica, também jogar bolas, caminhar circuitos simples, brincar com seus filhos ou cachorro, ou seja, atividades prazerosas e leves. O tempo médio para estimular é de 15 minutos, mas depende de caso a caso.

O mesmo vale para as Crianças! Divirta-se estimulando o olho mais fraco, jogue bola, invente brincadeiras! Não diga para ela que o olhinho dela é ruim ou preguiçoso. Pelo contrário, diga que ele precisa ficar forte e o que vocês estão fazendo vai fazer com que ele enxergue cada dia melhor.

É importante que os exercícios naturais não substituam o tratamento convencional com o oftalmologista. Eles devem andar juntos.

Ambliopia e seus Exercícios

Segue abaixo outras dicas de exercícios. Eles são importantes para melhorar o problema, porém existem muitos outros que possibilitam os dois olhos a funcionarem juntos. Para as crianças, você pode adaptar os exercícios por meio de brincadeiras.

  • Sunning: Faça pelo menos 10 minutos de exposição dos olhos fechados ao sol.
  • Palming: Pratique ao menos 12 a 15 minutos por dia.·  Você pode cobrir o olho mais forte com um tampão e estimular o olho mais fraco duas a três vezes ao dia por 10 minutos.
  • Pratique o Balanço longo 3 a 4 vezes ao dia.
  • Compressas morna nos olhos: Umedeça uma toalha com água morna, deite-se e coloque-a sobre os olhos fechados por 5 minutos, 1 a 2 vezes ao dia. O aquecimento da região ajudará a diminuir as tensões.
  • Massagem com um profissional e automassagem: Procure com frequência ser massageado, principalmente na região da face, pescoço e ombros. A automassagem pode ser praticada todos os dias. O relaxamento destas áreas ajuda muito no relaxamento dos olhos, o que é essencial para melhorar Ambliopia e Estrabismo.
  • Pisque independente cada um dos olhos: Pisque o direito e depois o esquerdo, e assim por diante. Muitas vezes é difícil no início, mas com o treino ficará mais fácil.

 

Depoimentos de alunos que reduziram a Ambliopia

Edina conseguiu diminuir a Ambliopia:

Margit adotou os exercícios e também ajudou a filha com Ambliopia a superar esse problema visual:

 

Principais dúvidas sobre Ambliopia (Olho Preguiçoso)

O que é Ambliopia por anisometropia?

Ocorre quando a Ambliopia é provocada por uma grande diferença de grau dos óculos entre um olho e outro. Quanto maior essa diferença, aumenta também a chance de problemas na visão binocular. Diferenças acima de 2,0 graus de correção podem levar à ocorrência do fenômeno de supressão na visão do olho mais fraco.

O que é anisometropia?

É a denominação da diferença de grau entre os dois olhos. Nesse caso, ocorrem diferenças na nitidez e no tamanho das imagens geradas. Para fundir o que foi gerado pelos olhos, há uma sobrecarga no cérebro por esforço e pode haver sintomas como dor de cabeça, sensibilidade à luz, prurido e queimação na vista.

O que é o olho preguiçoso?

Termo usado popularmente para a disfunção visual causada pelo desenvolvimento anormal de um dos olhos (Ambliopia), sendo que o mais fraco leva o nome de olho preguiçoso. Esse olho funciona com menos qualidade que o outro por não enxergar tão bem, por ter alguma doença ou, ainda, por um grau maior de óculos.

O que é Ambliopia no olho esquerdo?

Quando a disfunção visual anormal de um dos olhos está no esquerdo. Ou podemos dizer que o olho esquerdo é o mais fraco (tem baixa visão) e precisa ser estimulado mais do que o olho direito para que haja um equilíbrio no uso da visão. O olho mais fraco precisa de estímulo e mais forte de relaxamento.

IMPORTANTE

Os exercícios visuais NÃO substituem o tratamento médico oftalmológico convencional. Consulte regularmente o seu oftalmologista, pois o método de exercícios naturais para os olhos é complementar à sua saúde visual. Não desautoriza nem desestimula, de forma alguma, a continuidade do tratamento médico oftalmológico.
Em caso de dúvida ou desconforto em seus olhos, procure o médico oftalmologista. Só ele é autorizado a fazer diagnósticos e a receitar ou suspender qualquer tipo de medicação.Não se automedique nem suspenda qualquer tipo de medicamento ou de tratamento sem a autorização do seu médico oftalmologista.

Quer saber mais e receber dicas como essa com exclusividade? Faça parte da lista VIP colocando seu email abaixo.

2 Comentários

  1. Nível 01 12/12/2018 at 14:06

    Olá, Luciene, tudo bem?

    Obrigada por entrar em contato com a Tatiana! Faço parte da equipe dela e estou aqui para ajudar.

    Você vai receber a resposta no seu e-mail. Lembre-se de verificar caixa de spam e lixo eletrônico.

    Obrigada por fazer parte do nosso dia a dia!

    Lilian
    (Equipe Tatiana Gebrael)

  2. Luciene 11/12/2018 at 22:48

    Em 1995 fiz cirurgia com um médico famoso que estragou um dos meus olhos. Foi uma cirurgia de cheratomilaser. Sou altomiope e ele por excesso de laser reformou minha cornea. Há três anos atrás fiz cirurgia de catarata com êxito no olho direito. Este ano fiz cirurgia de catarata no olho esquerdo e o médico não conseguiu acertar os cálculos. Fiz 3 cirurgias, agosto, setembro e outubro. Perdi muito a minha acuidade visual. OD 6/10 OE que antes era 6/10 agora está 2/10. Ele jogou a toalha, o assistente diz que verei sempre assim. Estou sofrendo, pois a causa principal foi esse maldito médico de São Paulo e agora este último que não tinha experiência em um caso tão complexo quanto o meu ter assumido seu erro, mas que na realidade nunca deveria ter tocado em mim. Quero saber se com exercícios de ambliopia poderia recuperar minha acuidade visual? Creio em Deus e em pessoas do bem como você. Obrigada se puder me responder.

Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão