5 (100%) 1 voto

 

 

 

Você sabe quais são os cinco principais erros que pais, avós e profissionais da saúde cometem no tratamento de problemas visuais em crianças? São algumas ações equivocadas que 99% das pessoas fazem e que podem prejudicar a visão da criança para o resto da vida. Em 14 anos de experiência em ajudar centenas de crianças, com os mais diversos problemas visuais, eu consegui mapear esses erros. Dessa forma, vou ensinar vocês a solucioná-los e, principalmente, evitá-los.

Assim, com dicas práticas, você poderá adaptar os exercícios visuais para as crianças, para que independentemente do problema visual, seja um pequeno grau ou uma doença grave, ela goste e queira realizar os exercícios com você! O importante é fazer com que os momentos do tratamento de problemas visuais em crianças seja transformado em brincadeiras leves e muito divertidas!

Já estão abertas as inscrições para o curso Olhinhos de Águia

Nesse programa, 100% online, você terá acesso a vários exercícios desenvolvidos especialmente para crianças com e sem problemas de visão! Vocês poderão fazer as aulas de onde e quando quiser, inclusive via celular.

Para se inscrever, basta acessar o link abaixo e preencher corretamente os dados solicitados.

https://tatigebrael.com/aula-olhinhos

Tratamento de problemas visuais em crianças: saiba quais são os 5 principais erros

Algumas mudanças de hábitos e quebra de padrões são essenciais para que o tratamento de problemas visuais em crianças possa ser efetivo e ter uma evolução. Isso independentemente da alteração visual que afeta os olhinhos da criança. Pode ser Estrabismo, Ceratocone, Miopia, Astigmatismo, Amblioplia ou Catarata Congênita. Assim, a terapia ocular necessita de alguns fatores favoráveis para realmente funcionar e resultar em alterações positivas na visão dos pequenos.

 

Tratamento de problemas visuais em crianças: óculos podem ser dispensados em atividades que não exigem tanto da visão.

Erro 1 – Obrigar a criança a usar óculos

Usar óculos o tempo todo não é a melhor solução para as crianças. Existe uma exceção nesse caso: crianças com ESTRABISMO porque os óculos vão manter os olhinhos delas mais alinhados. Nas demais situações, a criança deve usá-los somente nas aulas ou em atividades que vão exigir bastante da visão como ler, ver filmes, ir ao cinema.
Na hora de brincar com os amiguinhos, no intervalo das aulas, de jogar bola, ela não precisa usar os óculos! E, com algumas brincadeiras mais gerais, os olhinhos das crianças começam a ser exercitados e fortalecidos. Porque o método de tratamento natural da visão engloba exercícios com os nervos, músculos e vasos sanguíneos dos olhos. Dessa forma, nós vamos diminuindo gradativamente o uso dos óculos!

Leia sobre:  Olhinhos de Águia: É Hoje a Aula ao Vivo Especial Para Crianças!

Assim, você vai utilizar brincadeiras como boca do palhaço, tiro ao alvo, olhar placas para estimular o foco perto e longe (Miopia e Hipermetropia).  Outra dica é, quando estiver no carro, olhar placas e nuvens no céu, formando figuras. Para estimular a visão dos detalhes, principalmente em crianças com Hipermetropia, Estrabismo, Astigmatismo e até Miopia, eu indico jogos de busca visual. Eles são excelentes para trabalhar a mácula, região importantíssima dos olhos, que é responsável pela visão dos detalhes.

 

Abuse da criatividade para criar uma rotina de exercícios visuais que prendam a atenção da criança.

Erro 2 – Fazer os exercícios visuais sem diversão

Para a criança, ou mesmo para os adolescentes, praticar os exercícios, eles precisam fazer sentido e prender a atenção deles. Caso contrário, as atividades vão ficar chatas e sem estímulo. Transformar os exercícios em brincadeira é o segredo para realizar as atividades e conseguir resultados positivos! Dessa forma, abusando da sua criatividade, você vai conseguir “criar uma rotina” divertida de exercícios visuais. Você pode fazer isso, contanto histórias, inventando jogos e fantasias… Também pode utilize brinquedos coloridos, músicas de fundo durante as tarefas. Os materiais mais acessíveis como bolas, fitas coloridas e bexigas rendem muitos jogos visuais interessantes!

 

 

 

 

O uso do tampão não deve ser constante para não prejudicar a visão 3D. Além disso, é preciso criar formas divertidas para utilizar o acessório.

Erro 3 –  Usar tampão o tempo todo, inclusive colírios dilatadores

Aqui também outra informação que impressiona as pessoas que me acompanham. Usar o tampão de forma constante é a causa de muitos tratamentos de Estrabismo e Ambliopia serem mal sucedidos. Isso porque vai estressar demais a criança. E, além disso, ela vai perder a visão 3D (profundidade) e não haverá equilíbrio do uso dos dois olhos. Para os pequenos que correm e brincam no parque, isso é péssimo!
Minha recomendação é que o tampão seja usado somente numa parte do dia e não o tempo inteiro. E o mais importante: não coloque o tampão quando a criança for assistir TV ou estudar, por exemplo. Porque o olho mais fraco será cada vez mais exigido pela visão e ficará ainda mais fraco.  Por isso, é essencial ter ideias criativas e divertidas para melhor utilizá-lo.

Leia sobre:  Piscar os Olhos: Entenda Porque esse Hábito Traz Mais Nitidez à Visão

No curso Olhinhos de Águia, eu indico muitas brincadeiras interessantes que vão prender a atenção dos pequenos e fazer do uso do tampão algo divertido. E, por fim, a prática de usar colírios dilatadores, na minha opinião, é um crime. Isso porque o medicamento vai inutilizar o olho mais forte e ficar somente o mais fraco.

A luz solar é essencial para a saúde visual. Por isso, desde já jogue fora todos os óculos escuros que seu filho possa querer usar e não fuga do sol!

Erro 4 – Fugir do sol e usar óculos escuros

Sol é essencial para a visão. Os olhos foram feitos para se adaptar à luz solar! Então, jogar fora os óculos escuros é a melhor decisão agora para a criança. No curso Olhinhos de Águia, mostro porque crianças não devem usar óculos escuros e também como praticar um banho de sol (Ensolar ou Sunning) divertido com os pequenos. Minha recomendação é que você fique de duas a três por dia ao ar livre com a criança. Pode ser na sombra das árvores. No entanto, fique na luz natural, no lugar mais iluminado possível. O quarto da criança também precisa receber luz do sol. Isso vai fazer um bem enorme aos olhinhos delas. Para adolescentes e crianças maiores, a dica é criar playlists de músicas e ouvir enquanto estiver com os olhos fechados, fazendo o banho do sol nos olhos.

 

Os olhos das crianças precisam de estímulo e relaxamento na mesma medida.

Erro 5 – Achar que a criança não precisa relaxar os olhos

É comum, por vezes, pensarmos que criança tem tanta energia que não precisa recuperá-la. Isso não é verdade! A visão precisa de estímulo e relaxamento na mesma medida. Inclusive, as crianças com baixa visão necessitam relaxar os olhos, o que vai trazer mais circulação de sangue para a região. Assim, crianças precisam de massagens e de dormir totalmente no escuro para relaxamento total da visão. Aqui, é interessante fazer joguinhos para um relaxamento visual com histórias que é sensacional para qualquer criança praticar.

Confira nos vídeos abaixo depoimentos de casos de pais e filhos com excelentes resultados nos exercícios:

 

 

IMPORTANTE

Os exercícios visuais NÃO substituem o tratamento médico oftalmológico convencional. Consulte regularmente o seu oftalmologista, pois o método de exercícios naturais para os olhos é complementar à sua saúde visual. Não desautoriza nem desestimula, de forma alguma, a continuidade do tratamento médico oftalmológico.
Em caso de dúvida ou desconforto em seus olhos, procure o médico oftalmologista. Só ele é autorizado a fazer diagnósticos e a receitar ou suspender qualquer tipo de medicação.Não se automedique nem suspenda qualquer tipo de medicamento ou de tratamento sem a autorização do seu médico oftalmologista.