Início » 3 Mitos sobre a Visão que Precisam Ser Quebrados Já!

3 Mitos sobre a Visão que Precisam Ser Quebrados Já!

Por |2018-09-12T13:01:48+00:0012 de setembro de 2018|0 Comentários
Rate this post

Mitos sobre a visão podem fazer com que você acredite que alguns problemas relacionados à sua saúde visual tenham ligação direta com o desenvolvimento de algumas doenças. No entanto, é preciso ficar atento(a). Isso porque você pode estar redondamente enganado(a) a respeito de alguns fatos que envolvem seu olhos!

Eu listei aqui as três principais lendas sobre a saúde dos olhos que – de tanto serem repetidas várias vezes durante muito tempo – acabaram se tornando verdade para a grande maioria da população. Em tempos de Fake News preste atenção à qualidade das informações que circulam e tente enxergar por outro ângulo o que é tido como verdade absoluta!

Mitos sobre a visão: quebre padrões e melhore sua saúde visual!

Mito 1
Assistir TV de perto faz mal à visão
Costumo dizer que a relação de assistir televisão de perto e fazer mal para a visão é como se fosse a história do ovo e da galinha. Quem veio primeiro? Você está assistindo de perto porque sua visão está ruim, ou sua visão ficou ruim porque você assiste de perto?

E a minha teoria sobre isso é que, na maioria das vezes, você está assistindo televisão de pertinho porque sua visão já está ruim. Ela está sem foco, já está difícil de enxergar a legenda ou as letras e você se aproxima para facilitar o trabalho de seus olhos.

Assim, não é a televisão perto que vai piorar sua visão. Na maioria das vezes, ela já está ruim e você nem percebeu isso, já que está usando paliativos para driblar o problema, como assistir a TV bem de pertinho. Isso é mito sobre a visão!

E quando você tem um filho ou um neto é normal ficar preocupado com isso.

 


O problema da TV é não dar pausas…

E hoje isso acontece também com o celular, o computador… E isso precisa ser feito a pelo menos cada 50 ou 60 minutos porque você precisa descansar os seus olhos. Você vai piorar a visão se não fizer isso, pois sua visão necessita de relaxamento.

Por sorte, existem exercícios de relaxamento. É só você colocar essas práticas em seu dia a dia que os resultados serão automáticos. Principalmente quando a ideia é relaxar sua visão do bombardeio dos dias atuais.

Então, tenha em mente: não é assistir de perto que vai prejudicar sua visão. Longe ou perto não faz diferença. O problema não é esse. O problema é não dar pausas. A falta de interrupção que é prejudicial.

Mito 2
Olhos claros são mais sensíveis à luz
A cor dos olhos não tem nada a ver com a sensibilidade. Isso é outro mito sobre a visão! Por isso, olhos azuis, verdes ou até castanho claro não são olhos sensíveis à luz mais do que olhos escuros, que têm a mesma estrutura dos de cores claras. Assim, todos os olhos são formados pelas mesmas estruturas, independentemente da cor deles.

A nossa íris é formada por uma série de pequenos músculos que têm a função de abrir e fechar a pupila, conforme a entrada de mais ou menos luz. Mas, nenhuma luz passa pela íris, ela passa pela pupila, que é o buraquinho negro – sem cor — bem no meio do nosso olho. Então, a cor fica na íris e não, na pupila, que é onde entra a luz.

Portanto, a conclusão é que nenhuma cor de olho influencia em ter olhos sensíveis à luz.

Estrutura é a mesma independente da cor dos olhos

No entanto, você me diz: mas, eu acreditei nisso a vida inteira, e realmente sinto mais sensibilidade que outras pessoas! Sim, no entanto, você provavelmente usou mais óculos escuros, fugiu do sol e deixou seus olhos mais fracos. O fato de você acreditar no mito te condicionou a hábitos que te causaram mais sensibilidade, e não simplesmente a cor dos seus olhos.

Então, lembre-se que isso é mito! Olho azul ou castanho claro, não importa a cor, a estrutura é igual e eles podem ter sensibilidade à luz, se não forem fortalecidos e expostos da maneira correta ao sol.

 

 

Mito 3
A visão sofre com a idade
Envelhecer não necessariamente significa ter problemas de visão. É fato que há o processo de envelhecimento natural da vida. Porém, a idade avançada não é a causa dos problemas de visão. Há diversos fatores que desencadeiam o desgaste a partir dos 40 e 50 anos.

Dessa forma, a idade não é a culpada pela perda de visão e de nitidez. Na verdade, há grandes vilões na história e o principal deles são os maus hábitos cultivados durante nosso dia-a-dia. Entre eles: não sair na luz do sol, ficar muito tempo lendo ou em frente ao computador e não descansar os olhos.

 

Efeitos dos maus hábitos visuais pesam quando envelhecemos

Além do desgaste natural dessa fase, nossos olhos ainda sofrem todas as consequências dos anos anteriores. É nessa idade que sofremos ainda mais: imagina 40 anos de uso incorreto dos olhos? De falta de descanso, falta de estímulo na visão periférica, entre outros erros que estamos acostumados a cometer?

Dessa forma, envelhecer não significa perder a visão. Você pode chegar à idade avançada com olhos que enxergam bem de perto, de longe, que não te prejudica para ver as placas na rua, Além de ler as legendas da televisão ou enxergar as pessoas que conversam com você. Para isso, é preciso se dedicar aos exercícios corretos e ter (e manter!) hábitos visuais saudáveis! Quais são esses hábitos? Sair na luz do sol, dormir em quarto completamente escuro, dar pausas no uso do computador e relaxar os olhos.

 

IMPORTANTE

Os exercícios visuais NÃO substituem o tratamento médico oftalmológico convencional. Consulte regularmente o seu oftalmologista, pois o método de exercícios naturais para os olhos é complementar à sua saúde visual. Não desautoriza nem desestimula, de forma alguma, a continuidade do tratamento médico oftalmológico.
Em caso de dúvida ou desconforto em seus olhos, procure o médico oftalmologista. Só ele é autorizado a fazer diagnósticos e a receitar ou suspender qualquer tipo de medicação.Não se automedique nem suspenda qualquer tipo de medicamento ou de tratamento sem a autorização do seu médico oftalmologista.

Quer saber mais e receber dicas como essa com exclusividade? Faça parte da lista VIP colocando seu email abaixo.

Deixe seu comentário, dívida ou sugestão